Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Desenvolvimento de ‘abanadores de café’ avança no campus Cachoeiro
Início do conteúdo da página

Desenvolvimento de ‘abanadores de café’ avança no campus Cachoeiro

Publicado: Quinta, 22 de Abril de 2021, 08h10 | Última atualização em Quinta, 22 de Abril de 2021, 08h11

O projeto é fruto de uma parceria com o produtor rural e inventor da máquina, Sr. Anathalício

Em 2019, o Ifes – Campus Cachoeiro de Itapemirim, por meio de seus professores e do Núcleo Incubador do campus, firmaram parceria com o Sr. Anathalício dos Reis Silva, produtor rural e inventor de Vargem Alta/ES. Anathalício desenvolveu uma máquina de abanar café: “Eu coloco o café sujo, com folhas, gravetos, terra e pedras. O produto é separado, toda a impureza é retirada e os grãos são levados para dentro do saco, praticamente limpo”, disse o cafeicultor.

O objetivo da parceria é, em conjunto com o inventor, desenvolver e viabilizar a comercialização do seu produto (o abanador de café), que hoje é um protótipo. A invenção já está patenteada e chegou a receber propostas estrangeiras de compra da patente.

No início de 2021 a adequação técnica do projeto foi concluída e foram dimensionados todos os componentes e feita uma análise de mercado. O estudo foi feito como trabalho de conclusão de curso de dois alunos no campus Cachoeiro sob a orientação do prof. Marcelo Chagas, da coordenadoria do curso de Engenharia Mecânica, um dos coordenadores técnicos do projeto do abanador de café.

“Estamos atualmente trabalhando na confecção de protótipos da máquina, espero conseguir construir ao menos 3. Estes protótipos têm objetivo de cumprir testes funcionais como: capacidade, consumo, segurança, utilização e de durabilidade. Temos também dois alunos trabalhando neste projeto sob minha supervisão. Eles desenvolverão as tarefas de acordo com o projeto já realizado na fase anterior.”, esclarece o prof. Marcelo.

Outra frente de trabalho irá construir um peneirador de café para testes de bancada. O prof Marcelo relata que esse peneirador tem como objetivo encontrar os melhores parâmetros para o peneiramento de café, trazendo melhorias para a máquina. Os alunos participantes do projeto estão estudando a fundo o peneiramento, comparando o café com outras culturas e buscando as melhores práticas.

A verba destinada para o projeto, foi totalmente empenhada e a última máquina será entregue ainda este mês. No geral as máquinas estão instaladas e funcionando, concluiu o coordenador do projeto.

O recurso de 150 mil reais veio de emenda parlamentar destinada ao Ifes para esse projeto pela deputada federal Norma Ayub, com objetivo de viabilizar o aperfeiçoamento e a construção de mais exemplares da máquina a fim de serem disponibilizados para mais cafeicultores, facilitando e ampliando a colheita do café.

A relevância desse projeto se torna ainda maior se observado o fato de que a cafeicultura é a principal atividade agrícola do Espírito Santo gerando em torno de 400 mil empregos diretos e indiretos. Ao todo, 73% dos produtores capixabas são de base familiar, com o tamanho médio das propriedades em 8 hectares. Existem 131 mil famílias produtoras capixabas. O Espírito Santo é o 2º maior produtor brasileiro de café. Dados do incaper.es.gov.br.

abanador cafe 02

Sr. Anathalício em sua plantação.

 

abanador cafe 01

Sr. Anathalício e seu protótipo do abanador de café.

registrado em:
Fim do conteúdo da página